Massa de Pizza Italiana Crocante e Deliciosa

  • Aprenda essa versão tradicional e bem diferente para preparar suas pizzas.
Publicado em Pizza
Massa de Pizza Italiana Crocante e Deliciosa

Sempre quando pensamos em pizza pensamos na Itália, porque imaginamos que a pizza veio de lá.

Na verdade, diz-se que a pizza foi inventada no Egito, cuja receita parou na Itália, ficou famosa e só depois de muito tempo veio para o Brasil.

Mas, sendo de um lugar ou de outro, o mais interessante e importante é conhecer como são as versões das pizzas em cada lugar do mundo.

Sabemos que aqui no Brasil, as pizzas possuem massas grossas, suculentas, com direito a borda recheada (algumas) e um recheio de dar água na boca.

poste no pinterest esta imagem

Receita de Massa de Pizza Italiana Crocante: Saiba Como Fazer

Na Itália, as pizzas são um pouco diferentes: possuem o mesmo formato, contudo a sua massa é mais fina (por isso que são crocantes), não há tanto recheio, mas são saborosas.

Para você conhecer mais a receita de massa de pizza italiana crocante e ficar com água na boca em degustá-la, montamos esse artigo com todo o passo a passo para você fazê-la aí no conforto de sua casa e sair uma belezinha igual.

A massa de pizza italiana é facilzinha de fazer e vai valer a pena todo o esforço!

Quantidade
3 pizzas
Preparação
2 horas
Dificuldade
Fácil

Ingredientes

1
kg de farinha italiana
600g
de água filtrada
10g
fermento biológico seco
30g
de sal; (2 a 3% ou seja. entre 20g a 30g)
20 a 30ml
de azeite;
Para o molho
pomodoro
de tomates italianos
sal
azeite
manjericão
Para o recheio:
muçarela
de búfala
folhas
de manjericão

Modo de preparo

1

Preparo da massa

  1. Geralmente, o preparo das massas de pizzas são todas iguais: sejam brasileiras, italianas, egípcias etc.
  2. Você junta todos os ingredientes da massa, joga farinha de trigo na mesa, começa a sovar a massa até deixá-la homogênea e com elasticidade e a deixa descansar para que cresça e fique fofinha, fofinha (como rapidamente mostra no vídeo acima.
  3. Para esta receita, misture em uma tigela (pode ser de vidro ou plástico) 600 mililitros de água fria.
  4. Preste atenção: é fria, não é para esquentar, nem morna e nem ferver, tem de ser fria.
  5. Já na água fria, colocaremos as 30 gramas de sal: agora, você deverá misturar bem os dois ingredientes com a mão.
  6. Agora, vem a parte mais sagrada de todas as receitas de massas: a farinha de trigo.
  7. Tem de ser jogada na água com sal.
  8. Serão 1 quilo do tipo 00, que é o melhor tipo para fazer pizzas, principalmente, se for da italia, cuja massa é fina e crocante.
  9. Para que fique bem homogeneizada, vá colocando aos poucos e misturando com uma das mãos.
  10. Durante essa misturada, vá adicionando as 10 gramas de fermento do tipo biológica seco.
  11. Esse tipo de fermento é indicado para pães, roscas e esfirras.
  12. Ele tem as leveduras e emulsificante e não precisa ficar na geladeira.
  13. O fermento biológico seco é um pó e é geralmente vendido em sachês.
  14. Depois de bem misturada, a água com sal e o trigo se transforma numa massa e, assim, partimos para mais um momento sagrado, dessa vez em especial das pizzas: o momento de sovar a massa.
  15. Joga-se parte do trigo na mesa e a massa feita no recipiente em cima dessa farinha.
  16. Sove para que sua massa se torne uma bela massa de pizza italiana.
  17. Enquanto sova a massa, vá jogando mais e mais trigo.
  18. Ele se integrará a massa e esta vai crescer e ficar com mais elasticidade em suas mãos.
  19. No fim, deixe como em formato de uma bola bem homogeneizada.
  20. Jogue azeite de oliva e sove mais um pouco até o azeite “desaparecer”.
  21. E para saber se a massa está pronta para descansar e virar um poderoso disco, pese.
  22. Isso mesmo! Corte sua massa para organizar em pequenas “bolas” e a pese para saber se está bem consistente e no peso certo.
  23. Depois, passe um pouco de azeite nas mãos e massageie nas “bolas” de massa de farinha de trigo.
  24. Reserve, deixe descansar para crescer na geladeira, durante 26 horas.
  25. Normalmente, as bolas incham e fica uma colada na outra.
2

Faça o disco

  1. Jogue farinha de trigo em cima da mesa e pegue uma das bolas que tinha colocado para descansar na geladeira.
  2. Abra-a um pouco e coloque na mesa.
  3. Lembrando, que só pode abri-la depois de 2 horas que a tirou da geladeira.
  4. Para abri-la, faça movimentos circulares sobre a massa até ela abrir.
  5. Se precisar, jogue mais trigo e use uma escova para auxiliar
3

Hora de Colocar na forma para ir ao forno

  1. Agora, é uma das horas mais divertidas e sagradas de todo o assado: colocar na forma para levá-la ao forno.
  2. Polvilhe a tabua de madeira, coloqueo disco e testa para ver se desliza na tábua. Você pode usar uma forma de metal especial casoe esteja fazendo em casa se colocar para assar no forno.
  3. Assim, começe a recheá-la com molho de tomate e outros ingredientes como muçarela e folhas verdes.
  4. E põe na brasa.
  5. Quando o queijo fica mais derretido e a massa mais assada, já pode tirar do forno e degustá-la.

Confira mais diversas opções de receitas e aprenda como fazer massa de pizza caseira bem rápido. E não esqeuça da prática receita de massa de pizza de liquidificador e da versão de massa de pizza profissional brasileira.

Mas, como é a pizza na Itália?

A história do prato na Itália começa com a rainha Italiana, que é um conto bem interessante.

Também, devemos relembrar e ressaltar que a pizza, curiosamente, não foi inventada na Itália.

A Itália serviu apenas para aprimorar a receita ao que conhecemos hoje (um disco de massa de trigo com recheio por cima.

Porém, por mais que saibamos que não foram os Italianos os grandes inventores, ainda é incerto quem foi que a inventou de fato.

Apenas se sabe que tem mais de 6000 anos de criação, por causa de um registro que há com os egípcios e os hebreus.

Naquela época, os egípcios e os hebreus comiam uma massa que era muito parecida com a de hoje em dia.

Essa massa era feita com água e farinha, mas não tinha recheio como o molho e nem qualquer outra coisa.

Ou seja, mais parecia um pão sírio e, por isso, era conhecido como o “pão de Abraão”, tendo o nome original de “piscea”.

Quando chegou na Itália, ela chegou na cidade de Nápole e, nem é a toa, que o primeiro sabor e o mais tradicional da própria Itália tenha o nome de “napolitano” para homenagear a cidade.

O sabor, a pizza e seu nome foram coisas tão sérias para a Itália naquela época, que, no ano de 1982, foi fundada a “Associazone Verace Pizza Napoletana”.

Você precisa fazer essa versão. Gostaria de nos ajudar com um compartilhamento em suas redes sociais? Cada compartilhamento ajudará.

Siga-nos no Youtube, Facebook, Pinterest e Instagram.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ao usar este site, você concorda com o uso de cookies. Usamos para criar uma ótima experiência para você.