Bolo De Milho Verde Cremoso de Lata no Liquidificador com Queijo Ralado

  • Um dos bolos mais deliciosos que pode fazer em casa. Um sabor muito tradicional que parece uma pamonha delciciosa.
Publicado em Bolos

Quem é que não gosta de um bolinho com aquele gostinho de queijada ao fundo?

Hoje vamos ensinar o modo mais fácil de fazer essa delícia de receita de bolo de milho cremoso aí, na sua casa.

Anúncio
Continue lendo abaixo

E o melhor: ele já sai recheado do forno...E é cremoso por causa do queijo e não por colocar um monte de óleo.

Confira!

Anúncio
Continue lendo abaixo
poste no pinterest esta imagem

Receita de Bolo De Milho Cremoso de Lata no Liquidificador com Queijo Ralado simples

Quantidade
20 Pedaços
Preparação
1 hora
Dificuldade
Fácil

Ingredientes

4
ovos
2
colheres (sopa) manteiga
3
colheres (sopa) farinha de trigo
1
lata de milho verde
2
xícaras e meia de açúcar
1
xícara de farinha de milho
50 g
de queijo parmesão
1
litro de leite comum
1
colher (sopa) de fermento químico

Modo de preparo

1

No liquidificador...

  1. Em um liquidificador, coloque os ingredientes, tais como os quatro ovos inteiros (não é necessário bater e nem separar a gema da clara), as duas colheres de sopa de manteiga, o milho (pode ser de lata), o leite (1 litro), as três colheres de sopa de farinha de trigo, as duas xícaras e meia de açúcar, os 50 gramas de queijo, uma xícara de fubá de milho (240 ml) e bata até a massa ficar homogênea.
2

Depois de bater

  1. Depois de bater a massa e deixá-la homogênea, você deve colocar uma colher de sopa bem cheia fermento.
  2. Já reparou que o fermento vai sempre quando a massa não passa mais pelo liquidificador ou batedeira?
  3. Isso porque se você colocar o fermento durante a batida da massa, pode fazer o ingrediente perder o efeito.
  4. E, daí, quando você colocar o fermento mexa sem pressa, mas fazendo que o fermento se misture bem a massa.
  5. Você pode usar uma colher ou uma espátula e, nessa receita, poderá mexer com a massa ainda no aparelho (desligado).
3

Use fôrma pequena

  1. Nessa receita você deverá usar uma fôrma pequena.
  2. Isso ajudará que a camada de creme do seu bolo, que já vai sair recheado desde o forno, fique mais grossa parecendo que você teve aquele trabalho de rechear.
  3. De preferência, por fôrmas quadradas e de 17 x 27 centímetros com quatro centímetros de altura.
4

Unte a fôrma

  1. Nessa receita, o diferencial é que você pode untar sua fôrma com manteiga e farinha de fubá ou de milho.
  2. Isto é, não precisa usar trigo como no modo tradicional.
  3. Isso fará com que seu bolo não grude e ainda fique com um gostinho mais especial graças a manteiga derretida, o fubá ou milho.
5

Despeje a massa na fôrma

  1. Uma das melhores partes: agora você deve despejar a massa na fôrma com cuidado para que ela fique bem espalhada e não caia fora.
  2. Lembrando que é completamente normal a massa ficar muito líquida parecendo “rala”.
6

Leve para assar

  1. Agora, leve ao forno preaquecido em 200º.
  2. Você deve preaquecer durante 5 a 10 minutos, assim obtem um melhor resultado,
  3. Seu bolo vai ficar assando por uns 50 minutos em média (vai depender do tipo de forno que você tem em casa.
7

No ponto

  1. Seu bolo ficará pronto quando você notar que ele está bem dourado (na parte de cima) e fica firme, por mais que esteja no “ponto pudim”.
  2. Espere esfriar e sirva logo em seguida
  3. Tem pessoas que adoram comer esse bolo gelado.
8

Finalizando

  1. Quando você cortar o bolo, vai reparar que ele fica com duas camadas: uma parecendo um pudim e a outra parecendo um bolo de fubá ou de milho.
  2. Isso quer dizer que obteve um bom resultado e mais ainda se o gosto saiu esplêndido. Você podeo misturar 1 lata de leite condensado e leite de coco ao leite, mas deve manter a proporção de líquidos e pode usar coco ralado para dar textura, da um gostinho especial.

Veja também um incrível bolo de milharina que vai amar.

Tipos de queijo que podem ser usados nessa receita

Se você não quiser usar o famigerado parmesão em sua receita, não tem problema!

A boa notícia é que tem outros tipos que você pode usar e o gosto não vai mudar e pode até melhorar.

Anúncio
Continue lendo abaixo

Um dos queijos mais queridos de usar na receita é o minas meia cura.

É tradicional no estado de Minas Gerais e muita gente o usa em inúmeras receitas muito boas.

Este é uma opção que não é nem fresco e nem curado, ou seja, seu período de maturação não é definido e pode variar entre uma a cinco semanas.

O que também varia em sua preparação é a temperatura que poder ir de 10º a temperatura ambiente.

Anúncio
Continue lendo abaixo

Seu preparo é feito de leite cru ou leite pasteurizado.

Também acompanha aquele cafezinho da tarde com os amigos, doces e qualquer coisa que você for imaginar.

Como deixar o bem cremosinho?

Acreditamos que tem muita gente que sonha em saber algum truque ou jeito de deixar qualquer bolo mais cremoso.

E tem!

Anúncio
Continue lendo abaixo

Basta bater a manteiga (que deve estar na temperatura ambiente) com o açúcar até ficar um creme “fofo” e de cor clara.

Outra forma é umedecer a massa já pronta do bolo com líquidos simples como água com açúcar ou até leite com mel e refrigerantes.

Também, afim de ajudar o seu bolo não perder a cremosidade normal é prestando atenção no tempo em que fica assando no forno: se ficar demais, a massa pode ficar ressecada, mesmo que não chegue a queimar.

Anúncio
Continue lendo abaixo

E, assim, perder a cremosidade desejada.

Outra coisa que pode ajudar seu bolo a ficar cremoso e ainda dar volume e ainda dar uma textura mais molhada e deliciosa, são as claras dos ovos batidos em neve.

Outra coisa que pode deixar a massa do bolo bem cremosa e molhadinha são os recheios.

Nessa receita não é necessário rechear, mas para outras receitas de bolo de milho mais seco você pode usar cream cheese ou de milho mesmo.

Anúncio
Continue lendo abaixo

Qual é o melhor: milho em lata ou “in natura”?

Essa dúvida surge na cabeça de qualquer pessoa: qual é o melhor milho a usar em uma receita, os de lata ou aqueles “de verdade”?

Muita gente prefere os milhos que vem em lata, porque são mais práticos: basta compras, higienizar lata, lavar os milhos para tirar o excesso de conservante e colocar na receita.

Nada de descascar, cozinhar em panela de pressão e arrancar cada grão da espiga e poder, enfim, colocar na receita.

Mas, será que é vantajoso, mesmo?

Anúncio
Continue lendo abaixo

Na verdade, não muito.

O de lata é legal por ser prático apenas, mas o milho “in natura” (o de verdade) é mais benéfico a saúde humana.

O milho contém antioxidantes luteína e zeaxantina.

Vou traduzir...

Essas duas coisas de nome bem diferente são os responsáveis por melhorar a saúde intestinal e até ajudar a emagrecer.

Também, o milho de verdade ajuda a prevenir doenças oculares, fortalece o sistema imunológico, reduz o colesterol, controla a glicemia e dá energia.

Fora que, convenhamos, deixa um sabor mais verdadeiro e natural a qualquer coisa feita com ele, inclusive, os bolos de milho cremosos usando liquidificador.

Isto é, todo aquele trabalho de tirar a casca, cozinhar e tirar os grãos do milho valem a pena!

Maneira de untar a fôrma

Se você morre de preocupação na hora de desenformar seu bolo da fôrma, untar pode ser a salvação que evita que seu bolo desmorone e ainda fique tão bonito quanto o desejado.

Para que isso seja possível, quando você for untar sua forma, espalhe bem a manteiga.

Não deixe pelotas de manteiga ou mais manteiga de um lado que de outro.

Espalhe bem! Deixe sua fôrma simplesmente oleosa de manteiga que esta é a intenção.

Se você não fizer isso, seu bolo pode pegar mais farinha no fundo e ainda queimar com mais facilidade.

Unte sua fôrma com a ajuda de um papel toalha ou de um pincel culinário.

Nada de mãos ou outras ferramentas “culinária” que você tiver em sua cozinha como colheres, conchas e outros tipos de papéis.

As farinhas que podem ser usadas para untar sua fôrma (depois de colocar a manteiga) são: de trigo, de aveia e de milho ou fubá como nessa receita.

Fica o máximo!

Porém, tome cuidado com exageros: não ponha demais! Deixe-a sempre bem espalhada.

Como faço para que meu bolo de milho dure muito e não estrague com facilidade?

Eis, a pergunta que não quer calar sobre bolos... e vamos responder!

Um bolo comum e caseiro, daqueles que a gente bate para tomar com café, duram cerca de seis dias.

Já um recheado e mais sofisticados, além de terem de ser armazenados em local refrigerado, duram apenas três dias.

Mas, a primeira coisa que você deve fazer para o seu bolinho não estragar e durar por muito tempo (pelo menos no tempo certo) é usando ingredientes que não estejam estragados ou passados da validade.

Por mais que não pareça, um alimento passado da validade, por mais que para algumas pessoas não signifique nada, pode agilizar o apodrecimento.

Quando um produto passa da validade quer dizer que ele, mais cedo ou mais tarde, vai estragar e você não vai gostar desse resultado no seu bolo cremoso de milho feito com todo o carinho.

Outra coisa que se deve levar em consideração é a qualidade dos ingredientes: verifique a forma como foram fabricados, cuidado com produtos sujos ou que vieram amassados etc.

Uma outra dica infalível que faz seu produto durar muito, é ferver todos os ingredientes líquidos (mesmo que estes sejam a própria água, por exemplo).

Nessa receita que passamos a pouco, pode usar o leite gelado ou frio, mas, como ele é o único ingrediente líquido dessa receita, podemos recomendar fervê-lo antes e esperar esfriar totalmente.

Mas, por que isso?

Fervendo ingrediente líquidos pode fazer com que possíveis bactérias, que atrapalhariam o desempenho, morram e assim ele durará bem mais que o combinado.

Esta receita com tempo de preparo rápido e descomplicado

Você gostaria de nos ajudar com um compartilhamento em suas redes sociais? Cada compartilhamento ajudará.

Siga-nos no Youtube, Facebook, Pinterest e Instagram.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.