Incrível Molho Tarê Japonês Agridoce Original

  • Para os amantes de sushi, um molho não pode faltar no prato. Um sabor adocicado excelente para seu hot filadelfia.
Publicado em Acompanhamento
Incrível Molho Tarê Japonês Agridoce Original

Você conhece esse molho japonês? É similar ao Teriyaki e, por isso, muitas vezes assimilado como se fosse o mesmo.

Tem um gosto adocicado que serve para acompanhar pratos salgados como o sushi, seu principal ou até carnes como o de frango, por exemplo.

Este incrível molho também serve para deixar aquele caldinho mais saboroso...

Se você ficou curioso para saber mais como se faz essa deliciosa Receita De Molho tarê Japonês Agridoce Original, acompanhe esse artigo. Ahhh temos também o molho Teriyaki especial.

Pode gostar também:

poste no pinterest esta imagem

Incrível Receita De Molho tarê Japonês Agridoce Original: Saiba Como Fazer

Quantidade
1 tigela de 300 ml
Preparação
7 minutos
Dificuldade
Fácil

Ingredientes

300ml
de shoyu
150g
de açúcar
Amido de milho
(na medida que você quiser)
100ml
de água (a gosto)

Modo de preparo

1

No fogão...

  1. Em uma panela, adicione o molho shoyu e mexa até começar a ferver.
  2. Coloque o açúcar e continue mexendo até derreter por completo e ferver novamente.
2

O amido de milho

  1. Você pode perceber que colocamos na lista da receita a água como a gosto. Mas, como funciona?
  2. É assim: antes de você colocar o amido de milho na mistura do molho shoyu e açúcar na panela fervente, deverá derreter o amido em água ou mesmo em um molho shoyu.
  3. Se preferir derreter o amido em um molho shoyu, então a receita sofrerá uma pequena alteração na quantidade de shoyu que você deve colocar antes na panela para ferver no fogo.
  4. Você deverá colocar 100 ml de shoyu para derreter no amido de milho (em um recipiente separado) e na panela adicionar os 200ml restantes do molho shoyu e prosseguir com sua receita normalmente.
  5. Se preferir a água, a receita terá uma outra variação: você deverá colocar os 300ml de molho na panela, esperar ferver, colocar o açúcar, mexer e ferver e derreter, em um outro recipiente, o amido de milho com água.
  6. Quando for jogar o amido de milho derretido na água na panela fervente com molho shoyu e açúcar, você deverá mexer até perceber que a água do amido evaporou e que o molho está com aquele efeito “maionese” (mais cremoso e consistente).
3

Efeito maionese

  1. Assim que seu molho apresentar consistência e cremosidade, está pronto!
  2. Mas, tem um detalhe: você deverá esperar seu molho esfriar bem, colocá-lo na geladeira e, só assim, servi-lo com algum alimento quente como as carnes ou o hot roll (sushi enrolado).

Veja também como fazer gohan, amendoim japonês caseiro, e o famoso molho teriyaky.

Qual é a validade?

O tarê tem uma validade de 30 dias se conservado dentro da geladeira.

Mantenha o seu tarê em um recipiente bem fechado na geladeira para que ele dure bastante e não perca o sabor.

Pode colocar no congelador?

Infelizmente, não!

Molhos que levam em sua receita amido de milho, devem ficar fora do congelador.

Isso porque, se você for colocar o molho que vai amido de milho no congelador, durante o congelamento ele irá se separar.

Ou seja, assim que você for retirar da geladeira e tentar usá-lo, será impossível fazê-lo voltar a sua consistência anterior.

Existem variações de receitas para esse molho?

Existe, sim!

Esse molho que ensinamos em nosso artigo é o mais básico de todos, por isso, o mais fácil e rápido de fazer.

Ele é conhecido como a versão básica que vai maizena como principal ingredientes e o destaque da receita.

Tem umas receitas que, por mais que sejam básicas, levam outros ingredientes como o chá de mirin, que é um saquê adocicado e muito usado nas comidas japonesas (especialmente em pratos quentes).

É um dos chás mais diferenciados japoneses, pois contém álcool, mas que não deixa ninguém alcoolizado, pois é fervido e, assim, o álcool se evapora.

Temos também o molho tarê com gengibre e, por esse nome, dá para perceber qual é o ingrediente que diferencia: o gengibre.

Nessa, colocamos tanto o mirin citado anteriormente quanto as lascas de gengibre que darão um sabor mais picante ao gosto adocicado.

Outra receita, uma das mais incrementadas, é a que vai molho de peixe e vinagre de arroz, além de um toque de mel.

Uma outra versão é a que vai hondashi, um tempero a base de peixe que é muito usado em molhos, sopas e legumes.

É semelhante ao famigerado caldo de galinha no Brasil, mas a base de peixe.

No Brasil, este tempero chegou em sua forma desidrata e é mais conhecida por ser a marca registrada da empresa Ajinomoto de temperos.

E outra versão é a feita como molho de ostra, raspas de tangerina e até cebolinha. Um belo molho tarê para surpreender com tangerina.

Mesmo tendo todos os ingredientes salgados: molho de ostra, molho de peixe e a cebolinha, o gosto adocicado de forma alguma acaba e esses temperos só deixarão o sabor delicioso mais aguçado.

Para quais alimentos este molho serve de acompanhamento?

Fica muito bom se acompanhado com o famoso sushi, para dar aquele toque mais molhadinho ao prato, a carnes: frango (aves) e carne vermelha, peixes e frutos do mar e saladas.

Aqui vamos deixar algumas sugestões:

Sunomono

Sunomono, para quem desconhece, é uma salada japonesa servida em pequenas porções e é considerada o prato típico da região.

O nome remete a frase em português “coisas avinagradas”, pois, um de seus ingredientes principais é o próprio vinagre.

Nessa receita, você faz o sunomono com pepino, vinagre de arroz, sal, açúcar e gergelim incrementando com caranguejo e macarrão fininho.

Essa salada tem um gosto agridoce muito refrescante que vale a pena conhecer!

Salada de abobrinha

A salada de abobrinha que é uma comida bem típica brasileira, também pode ser acompanhada com tarê.

Você pode fritar sua abobrinha com ele e ralar um gengibre para dar um gosto especial.

Salada oriental de verão

A salada oriental de verão é um prato bem fresquinho para você comer à vontade em dias quentes.

Basta colocar pepino, tomate, cebola ralada, pimentão, ervas finas ou orégano e o molho para você ver se fica gostoso!

Sirva frio.

Cebola caramelizada

Se você é fã de uma cebola, na certa deve adorar a sua versão caramelizada.

Basta colocar as cebolas cortada em gomos, açúcar, vinagre e água e caramelizar sua cebola.

A cebola caramelizada é ótima para ser usada em receitas que levam hamburgueres, saladas e demais lanches.

Por fim, jogue o molho e delicie-se!

Berinjela

A berinjela é um legume muito importante para a vida do humano, por apresenta nutrientes: vitamina B5, cálcio, fosforo e ferro.

Ou seja, é um dos pratos mais saudáveis do mundo tarê!

E é muito fácil de fazer: faça a berinjela da forma que quiser: cozida, frita etc. e adicione o tarê.

Arroz frito chinês

Os pratos chineses também entram na nossa lista com o delicioso arroz frito que vai gergelim, ovos, presunto cozido em cubinhos, pimentão vermelho, pimentão verde, talos de cebolinha verde e arroz branco.

Facinho!

Depois de pronto, basta adicionar o tarê e se divertir com esse prato rico de gostosuras.

Yakimeshi

Yakimeshi é um prato extremamente tradicional lá no Japão feito com arroz, com legumes e carne.

É servido tanto de prato principal ou um mero acompanhamento.

Poke de salmão

O poke em si é um peixe cru cortado em cubos servido de acompanhamento ou até um prato principal.

Curiosamente, é um prato típico do Havaí e não do Japão ou China como frequentemente vemos aqui.

É mais utilizado em dias quentes.

Nessa opção, a estrela é o salmão que será servido cru, cortado em cubos e servido com o molho para ficar ainda mais atraente.

Shimeji na manteiga

Shimeji é um tipo de cogumelo comestível japonês e na manteiga fica uma delícia...

Este prato é mais utilizado com molho de ostra e cebolinhas picadas para aguçar mais ainda o sabor.

O prato ficará mais que especial, pois estará mais completo.

Strogonoff de carne

Você pensou que um prato que envolve um caldo maravilhoso acompanhado de carne nem ia entrar para a nossa lista?

Entra, sim!

E, curiosamente, por mais que tenha esse jeitinho todo italiano, o strogonoff, na verdade, é um prato russo!

Feito com cubinhos de carne (ou frango, se preferir!) num molhinho feito de creme de leite, para você adicionar o molho tarê basta substituir a mostarda pelo molho japonês.


Leve ao fogo tudo direitinho e cuidado para não queimar, ficará muito bem feito e arrasará na culinária oriental.

Você gostaria de nos ajudar com um compartilhamento em suas redes sociais? Cada compartilhamento ajudará.

Siga-nos no Youtube, Facebook, Pinterest e Instagram.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Ao usar este site, você concorda com o uso de cookies. Usamos para criar uma ótima experiência para você.